Além da mídia social

Baixe agora o e-book “Do digital para as ruas”, de Marcelo Vitorino

Marketing político digital: capa do e-book "Do digital para as ruas"

Baixe agora o ebook “Do digital para as ruas”

Na maioria das vezes em que alguém procura referências sobre o uso do marketing digital em campanhas políticas acaba encontrando apenas conteúdo referente às campanhas de Barack Obama, ex-presidente dos Estados Unidos. No Brasil, o uso da internet, das redes sociais e da mobilização virtual ainda é, na maioria dos casos, bastante amador. Porém, a campanha de Marcelo Crivella, para a prefeitura do Rio de Janeiro, mostrou que podemos abandonar algumas práticas e ousar mais na comunicação.

Escrito por Marcelo Vitorino, especialista em marketing político e eleitoral que assumiu a campanha digital no segundo turno do prefeito eleito no Rio de Janeiro Marcello Crivella, o e-book “Do digital para as ruas” está disponível para download gratuito.

Segundo Vitorino, o objetivo do material é compartilhar com profissionais da área e interessados na comunicação e no marketing político, como a campanha digital de Crivella usou a internet e para dialogar com o eleitor médio, gerenciar crises de imagem e mobilizar os militantes para ações dentro e fora da rede virtual.

“O trabalho desenvolvido no segundo turno foi relatado no e-book “Do digital para as ruas”, descrevendo o universo que acompanhou uma das campanhas mais fervilhantes do Brasil. A internet teve papel preponderante ao servir como ferramenta de comunicação e mobilização. Foi graças a atuação digital que o maior evento da campanha foi realizado, na Cinelândia; as crises de imagem foram debeladas e os militantes foram orientados e acionados”, conta Vitorino.

Cursos Marketing Político na ESPM

O uso do marketing digital em campanhas políticas

No e-book, o leitor vai conhecer com detalhes as estratégias e ações usadas no segundo turno da campanha de Crivella, que levaram um candidato de segmento a vencer uma eleição para cargo executivo. O conteúdo é dividido em três partes:

A CAMPANHA

Na primeira parte são abordados o contexto da campanha, a formação da equipe e o engajamento de militantes, as mudanças no conteúdo, o uso da internet além das redes sociais, a gestão de crise e o efeito transmídia, nos capítulos:

  1. A formação da equipe e o engajamento de militantes
  2. A mudança no conteúdo e o efeito multiplicador no alcance e nos acessos
  3. Campanha digital não é só Facebook
  4. A crise de cada dia
  5. O caminho do virtual para o real

OS APRENDIZADOS

A segunda parte reúne aprendizados, comentários sobre a experiência em campo e também as projeções para as próximas campanhas brasileiras.

OS DESTAQUES

Na última parte do e-book, o leitor encontra detalhes de três situações que ocorreram durante a campanha:

  1. A realização de um grande evento de rua
  2. A produção de um videoclipe
  3. A gestão de crise perante um fato midiático às vésperas da eleição

Por que e como baixar o e-book?

Já na introdução do livro, o autor esclarece a importância do material. “Ele tem como objetivo ser uma peça de referência para profissionais de comunicação e marketing político, seja no aspecto tradicional, nas ruas ou nas redes digitais. Essa amplitude se dá pela característica mais forte do trabalho: a transição do virtual para o real”.

O material está disponível gratuitamente para download, no endereço: http://ebook.vitorinoemendonca.com.br.

Marcelo Vitorino

Marcelo Vitorino

Flipboard

Professor de comunicação e marketing digital no Centro de Inovação e Criatividade na ESPM, sócio da Presença Online e na Vitorino e Mendonça, consultoria de marketing político. Ministra aulas e palestras e trabalha como consultor de comunicação e marketing digital e gestão imagem/crise para empresas, instituições governamentais e entidades de terceiro setor.

leia mais

Mais artigos do autor:

e-mail marketing, spam, publicidade Leia mais

22 de julho de 2013

Marcelo Vitorino

A diferença entre SPAM e e-mail marketing não diz respeito apenas a permissão para enviar mensagens. Origem e a situação da lista influenciam os resultados

cinepolis brasil e a compra de likes Leia mais

27 de novembro de 2015

Marcelo Vitorino

Mesmo após todos os alertas, ainda há quem insista em comprar fãs ou likes no Facebook. Leia o estudo que comprova como o engajamento não é afetado.

Artigos Relacionados:

Crivella discursa em carro de som durante campanha eleitoral para a prefeitura do Rio de Janeiro Leia mais

01 de março de 2017

Marcelo Vitorino

O marketing político digital está evoluindo. Veja como Crivella usou a comunicação digital e as redes sociais para vencer a eleição do Rio de Janeiro.

seminario eleicoes Leia mais

28 de fevereiro de 2017

Maíra Moraes flipboard

O Seminário Eleições 2018 amplia o debate dos principais temas acerca do universo eleitoral: legislação, pesquisas, comunicação e marketing digital.