Além da mídia social

Baixe agora o e-book “Do digital para as ruas”, de Marcelo Vitorino

Marketing político digital: capa do e-book "Do digital para as ruas"

Baixe agora o ebook “Do digital para as ruas”

Na maioria das vezes em que alguém procura referências sobre o uso do marketing digital em campanhas políticas acaba encontrando apenas conteúdo referente às campanhas de Barack Obama, ex-presidente dos Estados Unidos. No Brasil, o uso da internet, das redes sociais e da mobilização virtual ainda é, na maioria dos casos, bastante amador. Porém, a campanha de Marcelo Crivella, para a prefeitura do Rio de Janeiro, mostrou que podemos abandonar algumas práticas e ousar mais na comunicação.

Escrito por Marcelo Vitorino, especialista em marketing político e eleitoral que assumiu a campanha digital no segundo turno do prefeito eleito no Rio de Janeiro Marcello Crivella, o e-book “Do digital para as ruas” está disponível para download gratuito.

Segundo Vitorino, o objetivo do material é compartilhar com profissionais da área e interessados na comunicação e no marketing político, como a campanha digital de Crivella usou a internet e para dialogar com o eleitor médio, gerenciar crises de imagem e mobilizar os militantes para ações dentro e fora da rede virtual.

“O trabalho desenvolvido no segundo turno foi relatado no e-book “Do digital para as ruas”, descrevendo o universo que acompanhou uma das campanhas mais fervilhantes do Brasil. A internet teve papel preponderante ao servir como ferramenta de comunicação e mobilização. Foi graças a atuação digital que o maior evento da campanha foi realizado, na Cinelândia; as crises de imagem foram debeladas e os militantes foram orientados e acionados”, conta Vitorino.

O uso do marketing digital em campanhas políticas

No e-book, o leitor vai conhecer com detalhes as estratégias e ações usadas no segundo turno da campanha de Crivella, que levaram um candidato de segmento a vencer uma eleição para cargo executivo. O conteúdo é dividido em três partes:

A CAMPANHA

Na primeira parte são abordados o contexto da campanha, a formação da equipe e o engajamento de militantes, as mudanças no conteúdo, o uso da internet além das redes sociais, a gestão de crise e o efeito transmídia, nos capítulos:

  1. A formação da equipe e o engajamento de militantes
  2. A mudança no conteúdo e o efeito multiplicador no alcance e nos acessos
  3. Campanha digital não é só Facebook
  4. A crise de cada dia
  5. O caminho do virtual para o real

OS APRENDIZADOS

A segunda parte reúne aprendizados, comentários sobre a experiência em campo e também as projeções para as próximas campanhas brasileiras.

OS DESTAQUES

Na última parte do e-book, o leitor encontra detalhes de três situações que ocorreram durante a campanha:

  1. A realização de um grande evento de rua
  2. A produção de um videoclipe
  3. A gestão de crise perante um fato midiático às vésperas da eleição

Por que e como baixar o e-book?

Já na introdução do livro, o autor esclarece a importância do material. “Ele tem como objetivo ser uma peça de referência para profissionais de comunicação e marketing político, seja no aspecto tradicional, nas ruas ou nas redes digitais. Essa amplitude se dá pela característica mais forte do trabalho: a transição do virtual para o real”.

O material está disponível gratuitamente para download, no endereço: http://ebook.vitorinoemendonca.com.br.

Marcelo Vitorino

Marcelo Vitorino

Flipboard

Professor na ESPM e consultor de comunicação e marketing digital, Marcelo Vitorino reúne experiência no marketing corporativo, eleitoral, institucional e político

leia mais

Mais artigos do autor:

como contratar software houses Leia mais

25 de março de 2015

Marcelo Vitorino

Veja quais as conclusões tiradas de uma análise concorrencial de Software Houses e saiba em quais itens deve ficar de olho quando se contrata esse serviço

Crivella discursa em carro de som durante campanha eleitoral para a prefeitura do Rio de Janeiro Leia mais

30 de abril de 2017

Marcelo Vitorino

O marketing político digital está evoluindo. Veja como Crivella usou a comunicação digital e as redes sociais para vencer a eleição do Rio de Janeiro.

Artigos Relacionados:

A ideia do aplicativo Sarahah é que as críticas e tenham impacto positivo Leia mais

10 de agosto de 2017

Ana Eliza Oliveira

Febre do momento ou não, o fato é que nada impediu que o Sarahah se tornasse o aplicativo de mensagens mais baixado no Brasil em menos de uma semana.

inbound marketing destaque facebook Leia mais

16 de maio de 2017

Marcelo Vitorino

Vitorino explica quais os cinco grandes pilares para que a comunicação de mandato tenha sucesso: informação, exposição, relacionamento, reputação e pesquisa