Além da mídia social

Master Class de comunicação e marketing político digital

Depois de 2016 o marketing político no Brasil nunca mais será o mesmo. Políticos pouco conhecidos ou com pouca tradição tiveram espaço, com muito menos tempo e recursos para comunicar propostas aos eleitores, deixando medalhões de fora do páreo.

Provavelmente, em 2017 haverá mais uma reforma política e a tendência de encurtar o período eleitoral deve seguir. Em países como Portugal, Espanha e França, o período eleitoral oficial fica próximo de 15 dias.

As mudanças exigem uma comunicação continua e profissional de forma a construir a reputação do mandato ou da gestão perante os eleitores, e que permitirão aos candidatos e equipes um melhor desempenho durante o curto período eleitoral.

Por esse motivo estruturei o primeiro programa Master Class de comunicação e marketing político digital do Brasil, certificado pela ESPM (Escola Superior de Propaganda e Marketing), uma das mais reconhecidas instituições educacionais focadas no marketing e na educação profissional no país.

Como funciona o “Master class de marketing político: da campanha ao mandato”?

Sala de aula - ESPM | curso de marketing político digital com Marcelo Vitorino

Sala de aula – ESPM | Curso de marketing político digital com Marcelo Vitorino

O programa reúne quatro cursos com conteúdos distintos e complementares. Durante o programa, os alunos têm contato com um conteúdo inovador, que apresenta todos os aspectos do meio político: a campanha, o mandato, a comunicação de governo e as estratégias de conteúdo intermeios.

Os encontros acontecem nos meses de abril, maio, agosto e novembro, em quatro sábados, das 8h30 às 17h30, na unidade de pós-graduação da ESPM, em São Paulo.

Além do conteúdo presencial, o programa conta com conteúdos adicionais em uma plataforma on-line para que os alunos melhorem o aproveitamento do tempo em sala de aula, possibilitando também o relacionamento com outros profissionais do meio.

Cursos Marketing Político na ESPM

Todo o conteúdo do programa foi montado com base em situações reais de campo, não somente com estratégias que resultaram em êxitos, mas também com as que não atingiram os objetivos, o que reduz consideravelmente a curva de aprendizado dos alunos e os prepara para os desafios que aparecem a todo tempo.

Das campanhas políticas de rua para as digitais

Comecei a trabalhar na área por volta do ano 2000, primeiro como militante, depois como parte do operacional de segmentos e na estratégia de mobilização de militantes. Em 2008 fiz minha primeira campanha digital, a de Gilberto Kassab, para prefeitura de São Paulo.

Com o conhecimento acumulado com as campanhas de rua, me tornei um dos pioneiros no uso de internet com finalidade eleitoral, em que somei o tripé de conhecimento ¾ política, comunicação e tecnologia ¾ para produzir resultados dentro e fora da internet.

De lá para cá trabalhei em campanhas digitais para muitos partidos e pleitos. Como, por exemplo, a do deputado federal por São Paulo, Rodrigo Garcia, com mais de 200 mil votos. Para governadores, fiz as de Camilo Santana (Ceará), Confúcio Moura (Rondônia) e Raimundo Colombo (Santa Catarina). Para a presidência, coordenei áreas da campanha de José Serra, em 2010.

Em 2016 fiz um curso on-line para profissionais, dei treinamentos para militâncias de diversos partidos e estive envolvido em campanhas em várias cidades. Dentre elas, destaco a de Marcelo Crivella, para a prefeitura do Rio de Janeiro.

A caraterística transmídia da campanha de Crivella

Crivella já havia sido candidato ao poder executivo em outras ocasiões e, desta vez, tinha um adversário muito forte no uso das redes sociais. Sua candidatura também contava com parte da mídia contrária à sua eleição.

A solução para vencer a eleição passava, obrigatoriamente, pelo uso da internet. E seria preciso quebrar a bolha da comunicação que acontece nas redes, em que o usuário só encontra conteúdos que gosta.

Em se tratando de um candidato com muito apelo no segmento evangélico, precisamos mudar a estratégia e a formatação do conteúdo para impactar os demais públicos, necessários para a vitória.

Com isso conseguimos mobilizar fãs e militantes, de todas as origens, para atuar nas redes e também fazer um grande evento presencial que lotou a Cinelândia.

Também usamos a internet para combater a guerrilha feita por detratores e o posicionamento de alguns canais midiáticos, expondo edições de materiais que foram feitas para prejudicar a campanha de Crivella.

Os cursos e os conteúdos que compõem o programa Master Class

Dentro do Master Class, há um curso em que você terá acesso as estratégias usadas em campanhas grandes e pequenas, o “Inovação em campanhas eleitorais: 2018 começou”, que acontece dia 8 de abril. Nele exploro os principais componentes de uma campanha digital eficiente, que objetiva o voto e não apenas o desempenho na web.

Em outro sábado, no dia 20 de maio, haverá o curso “Inovação em Estratégias de Comunicação e Marketing para mandato político”, com foco na comunicação de mandato. Lembra do que escrevi acima sobre a mudança nas campanhas? Período curto eleitoral demanda exposição a todo momento e o mandato faz parte disso. A maioria dos políticos, desperdiça o tempo que tem para se comunicar e coletar dados de militantes. Neste dia você aprenderá como tirar o máximo da comunicação do mandato.

No dia 19 de agosto, há outro curso que compõe o Master Class, o “E-gov – Como posicionar governos e instituições na Internet”. Este é ideal para quem está atuando com políticos que ocupam posições em órgãos do executivo, como secretarias, ministérios e autarquias. O curso também prepara você para posicionar corretamente as instituições, promovendo relacionamento com públicos de interesse e reduzindo crises de imagem nas gestões.

Finalizando o Master Class, há o curso “Inovação em Estratégias e planejamento de conteúdo para comunicação política”, no dia 11 de novembro. Curso que considero essencial para planejar corretamente a estratégia de comunicação política. Isto é: saber o que distribuir, como distribuir, para quem, quando e com que frequência e finalidade. Você aprenderá a definir a imagem alvo, alinhada aos arquétipos culturais respectivos aos objetivos da comunicação. Não se trata apenas de campanha, mas sim da comunicação em todos os aspectos da vida pública.

Se chegou até aqui é porque o assunto te interessa bastante, senão teria desistindo nos primeiros 30 segundos!

Faz o seguinte, acesse o link do Master Class e inscreva-se agora! A vantagem de ser aluno do Master Class é que você frequenta todos os cursos, mas paga 30% menos do que pagaria se fosse matricular-se individualmente.

Qualquer dúvida, pode entrar em contato comigo pelo Whatsapp. 61-99815-6161

Te vejo na sala de aula!

Marcelo Vitorino


inscreva-se agoraInformações e como se inscrever no curso “Master class de marketing político: da campanha ao mandato”

Marcelo Vitorino

Marcelo Vitorino

Flipboard

Professor na ESPM e consultor de comunicação e marketing digital, Marcelo Vitorino reúne experiência no marketing corporativo, eleitoral, institucional e político

leia mais

Mais artigos do autor:

Leia mais

19 de junho de 2015

Marcelo Vitorino

No marketing digital, todos querem que sites apareçam na primeira página do Google para atrair consumidores e vender mais, mas poucos entendem como fazer.

Curso ESPM Marcelo Vitorino Leia mais

10 de agosto de 2015

Marcelo Vitorino

Veja como empresas usaram estratégias de marketing digital para obter resultados em um curso na ESPM, ministrado por Marcelo Vitorino.