Além da mídia social

Por que você deveria saber mais sobre inbound e marketing de conteúdo

O sonho de qualquer vendedor é estar na hora certa, no lugar certo e com o produto que o cliente deseja comprar. Esse cenário pode ser construído na internet e o caminho é o uso de inbound marketing, uma metodologia que pode aproximar vendedores e compradores, influenciadores e públicos de interesse, governos e cidadãos ou ainda, estruturar relacionamentos com diversos públicos de interesse por meio do consumo de conteúdo.

Mas mesmo com tantas possibilidades de uso e resultados, há poucos profissionais qualificados e muita gente acaba fazendo errado por desconhecimento das melhores práticas.

Entenda como funciona o inbound marketing

Explico melhor. Vamos supor que você, assim como eu, goste muito de comida japonesa e resolva procurar um lugar novo para jantar. Abre o Google, digita algo como “restaurante japonês são paulo”. Vários resultados são apresentados, mas um lhe chama mais a atenção “Os 5 melhores restaurantes japoneses de São Paulo”.

 Você clica no link e acessa a página. Percebe que realmente as indicações são boas, com ótimas imagens e texto muito bem redigido. Terminando a leitura, vê que há um espaço para colocar seu e-mail e receber um guia dos restaurantes da região. Como é de seu interesse, você preenche o formulário e faz o download do material, que também é muito bem produzido.

Esse site, que você nunca tinha visto antes, passa a se tornar uma referência em gastronomia local, correto? Com isso o proprietário da página conseguiu estabelecer uma relação de credibilidade entre você e o conteúdo publicado.

Na semana seguinte, você recebe um e-mail com uma pesquisa e preenche quais os tipos de comida que mais lhe agradam para que o site possa ser mais útil e assertivo nas recomendações enviadas especialmente para você.

Algum tempo depois, recebe uma chamada para voltar no site e ler um artigo falando sobre a importância da higiene na preparação dos alimentos com depoimentos de chefs de cozinha.

Mais algum tempo, chega em seu e-mail um texto bem interessante sobre os mitos existentes na harmonização entre vinhos e pratos.

A cada e-mail que abre, a cada clique que dá em um link, o dono do site marca uma pontuação em um banco de dados e isto serve para mostrar a ele se você está pronto para receber a oferta do que ele quer vender.

Eis que chega um e-mail, mostrando como é o funcionamento da cozinha de um restaurante japonês, próximo à sua casa. O chef do restaurante mostra os processos de preparo e limpeza em um vídeo de 5 minutos e, ao fim do vídeo lhe faz um convite, quer que você vá ao restaurante e coloca que a sobremesa dessa primeira visita é por conta dele. Você clica em um link para imprimir um voucher.

Por algum motivo de agenda, acaba não indo ao restaurante e, para sua surpresa, na semana seguinte, alguém liga para o telefone que você informou no voucher oferecendo reservar uma mesa para você.

Pronto! Você pode não ter percebido, mas aquele primeiro site que você visitou e colocou seu e-mail, é uma ação de inbound marketing do dono desse restaurante.

Você chegou nele pelo Google, caiu em um site de conteúdo que lhe interessava, cadastrou-se, passou a receber conteúdo relevante e, depois de algum tempo, após entender que você estava pronto para o produto, alguém entrou em contato e lhe ofertou um brinde e uma comodidade.

Entendeu como o inbound funciona?

Note que 90% dos passos foram fruto de automação e seu telefone só chegou às mãos do profissional de vendas após o processo de triagem, poupando tempo e recursos.

Digital para o real: como o inbound e o marketing de conteúdo podem ser usados?

Usei o restaurante como exemplo para simplificar, mas as técnicas de inbound e do marketing de conteúdo podem ser usadas em muitos cenários. Alguns exemplos:

  • Captar recursos para instituições
  • Atrair público para eventos
  • Ampliar a reputação de marcas e produtos
  • Promover relacionamento entre figuras públicas (políticos, artistas, profissionais da comunicação, entre outros) e seus públicos de interesse
  • Encontrar clientes potenciais para prestadores de serviço
  • Qualificar bases de dados
  • Estreitar o relacionamento entre governos ou instituições e os cidadãos

O processo como um todo deve ser bem planejado, isso significa que é necessário investir tempo para se chegar aos resultados esperados. Com planejamento e execução adequados, o inbound é uma das melhores estratégias em marketing digital que há, levando-se em consideração os valores investidos e o retorno proporcionado.

Até mais!

Marcelo Vitorino

Marcelo Vitorino

Flipboard

Professor na ESPM e consultor de comunicação e marketing digital, Marcelo Vitorino reúne experiência no marketing corporativo, eleitoral, institucional e político

leia mais

Mais artigos do autor:

Marketing Político Digital Marcelo Vitorino Leia mais

06 de abril de 2016

Marcelo Vitorino

Falta de interesse em conhecer como as coisas funcionam na web poderá custar muito caro aos políticos brasileiros.

Campanhas digitais: Inês novamente está morta Leia mais

26 de junho de 2012

Marcelo Vitorino

Diante da falta de entendimento do meio digital pelos políticos, com estratégias desconexas e contratações equivocadas, podemos esperar pelo pior

Artigos Relacionados:

webinar marcelo vitorino Leia mais

24 de outubro de 2017

Marcelo Vitorino

Landing page? Para que isso mesmo? Em todos os meus cursos, de marketing digital ou marketing político, quando faço referência à landing page o clima muda.

Leia mais

22 de setembro de 2017

Natália Mateus

A segmentação de posts orgânicos no Facebook é uma ótima maneira de melhorar a relevância e o engajamento do seu conteúdo. Aprenda como e porque usá-la.