Além da mídia social

Audiência: produção de conteúdo ou publicidade online?

Ter uma página na internet não é garantia nenhuma de retorno do investimento feito no desenvolvimento, aliás, menos do que isso, não há certeza nem sobre o número de acessos que o canal terá.

Ainda há quem acredite que basta criar uma página, colocar um conteúdo “qualquer nota” e esperar acessos brotarem como na história do “João e o pé de feijão”. O que muito empresário se recusa a entender é que feijões mágicos só existem em histórias da carochinha.

Basicamente as visitas são oriundas de quatro fontes: lembrança espontânea, publicidade, recomendação ou busca orgânica. Nenhuma delas é de graça!

Para haver lembrança espontânea, a marca ou produto deve ter tido alguma campanha de publicidade ou ter presença no mercado há bastante tempo.

Investir em publicidade é um caminho que só interessa se o produto tem prazo determinado para acabar ou se o que se pretende é fazer o lançamento/reposicionamento de algo. Assim que o dinheiro cessar, os acessos cessarão junto.

Conseguir recomendações em redes sociais digitais ou tradicionais é uma das tarefas mais difíceis de realizar, é preciso ter um produto que se encaixe muito bem com as necessidades do público consumidor e que raramente apresente falhas.

A busca orgânica acaba sendo o Santo Graal da internet. Todos querem estar na primeira página do Google, mas a maioria só consegue esse feito se o usuário digitar o nome exato da empresa e não aquilo que ela oferta!

Para esse quadro mudar seria necessário investir na produção constante de conteúdo segmentado, feito com planejamento e gestão profissional, baseado em pesquisas de hábitos de consumo.

 

Fiz um pequeno quadro comparativo para ilustrar:

 

Unidade

Quantidade

Valor Unitário

Valor mensal

Visitas mensais

Custo por visita

Produção de conteúdo 1
Texto

 12

 200,00

 2.400,00

 100.000

 0,02

Campanha com links patrocinados 2 CPC

 15.000

 0,15

 2.250,00

 15.000

 0,15

Banners 3 CPM

 500.000

 5,00

 2.500,00

 5.000

 0,50

E-mail Marketing 4 Destinatário

 50.000

 0,05

 2.500,00

 2.000

 1,25

  1. O mercado paga, em média, R$ 60,00 por pauta. Mas bons redatores não cobrarão menos que R$ 200,00. Um bom conteúdo pode levar de 3 a 4 horas para ser produzido. A estimativa do acesso foi baseada na audiência do Pergunte ao Urso.
  2. Links patrocinados podem ter lances definidos ou ajustáveis. Tomei um valor médio para os cliques que levam o usuário ao conteúdo.
  3. Banners geralmente são cobrados por exibições e a taxa de cliques costuma ficar por volta de 2%.
  4. A taxas de abertura  de e-mail marketing não costumam ser superiores a 20%, e as taxas de cliques sobre as mensagens abertas ficam próximas de 20%.

Publiquei um material completo sobre o blog Pergunte ao Urso que mostra as estratégias que levaram o canal a atingir 6 milhões de pessoas em 5 anos:

O acesso conseguido por meio de  investimento em conteúdo não é automático, pode levar de um a dois anos para chegar no equilíbrio com as outras formas, mas o valor por acesso só tende a cair ao longo dos anos. Quanto mais conteúdo relevante e bem estruturado publicado, maior o acesso.

Até mais!

Marcelo Vitorino

Marcelo Vitorino

Flipboard

Professor na ESPM e consultor de comunicação e marketing digital, Marcelo Vitorino reúne experiência no marketing corporativo, eleitoral, institucional e político

leia mais

Mais artigos do autor:

agente brown matrix - perguntas erradas Leia mais

27 de outubro de 2015

Marcelo Vitorino

O sucesso de ações de comunicação e marketing digital fica comprometido quando não se entende o ambiente online e sua finalidade. Faça as perguntas certas!

Cloud computing não resolve o problema sozinho Leia mais

12 de Abril de 2012

Marcelo Vitorino

A redução de investimentos no desenvolvimento de sistemas e em equipamentos deve acompanhar aumento com treinamento dos usuários

Artigos Relacionados:

A ideia do aplicativo Sarahah é que as críticas e tenham impacto positivo Leia mais

10 de agosto de 2017

Ana Eliza Oliveira

Febre do momento ou não, o fato é que nada impediu que o Sarahah se tornasse o aplicativo de mensagens mais baixado no Brasil em menos de uma semana.

comunicacao política Leia mais

09 de Maio de 2017

Marcelo Vitorino

A internet levou é ambiente fértil para disseminação de conteúdo, tanto propositivos quanto depreciativos. Como os políticos podem planejar suas ações?