Além da mídia social

Audiência: produção de conteúdo ou publicidade online?

Ter uma página na internet não é garantia nenhuma de retorno do investimento feito no desenvolvimento, aliás, menos do que isso, não há certeza nem sobre o número de acessos que o canal terá.

Ainda há quem acredite que basta criar uma página, colocar um conteúdo “qualquer nota” e esperar acessos brotarem como na história do “João e o pé de feijão”. O que muito empresário se recusa a entender é que feijões mágicos só existem em histórias da carochinha.

Basicamente as visitas são oriundas de quatro fontes: lembrança espontânea, publicidade, recomendação ou busca orgânica. Nenhuma delas é de graça!

Para haver lembrança espontânea, a marca ou produto deve ter tido alguma campanha de publicidade ou ter presença no mercado há bastante tempo.

Investir em publicidade é um caminho que só interessa se o produto tem prazo determinado para acabar ou se o que se pretende é fazer o lançamento/reposicionamento de algo. Assim que o dinheiro cessar, os acessos cessarão junto.

Conseguir recomendações em redes sociais digitais ou tradicionais é uma das tarefas mais difíceis de realizar, é preciso ter um produto que se encaixe muito bem com as necessidades do público consumidor e que raramente apresente falhas.

A busca orgânica acaba sendo o Santo Graal da internet. Todos querem estar na primeira página do Google, mas a maioria só consegue esse feito se o usuário digitar o nome exato da empresa e não aquilo que ela oferta!

Para esse quadro mudar seria necessário investir na produção constante de conteúdo segmentado, feito com planejamento e gestão profissional, baseado em pesquisas de hábitos de consumo.

 

Fiz um pequeno quadro comparativo para ilustrar:

 

Unidade

Quantidade

Valor Unitário

Valor mensal

Visitas mensais

Custo por visita

Produção de conteúdo 1
Texto

 12

 200,00

 2.400,00

 100.000

 0,02

Campanha com links patrocinados 2 CPC

 15.000

 0,15

 2.250,00

 15.000

 0,15

Banners 3 CPM

 500.000

 5,00

 2.500,00

 5.000

 0,50

E-mail Marketing 4 Destinatário

 50.000

 0,05

 2.500,00

 2.000

 1,25

  1. O mercado paga, em média, R$ 60,00 por pauta. Mas bons redatores não cobrarão menos que R$ 200,00. Um bom conteúdo pode levar de 3 a 4 horas para ser produzido. A estimativa do acesso foi baseada na audiência do Pergunte ao Urso.
  2. Links patrocinados podem ter lances definidos ou ajustáveis. Tomei um valor médio para os cliques que levam o usuário ao conteúdo.
  3. Banners geralmente são cobrados por exibições e a taxa de cliques costuma ficar por volta de 2%.
  4. A taxas de abertura  de e-mail marketing não costumam ser superiores a 20%, e as taxas de cliques sobre as mensagens abertas ficam próximas de 20%.

Publiquei um material completo sobre o blog Pergunte ao Urso que mostra as estratégias que levaram o canal a atingir 6 milhões de pessoas em 5 anos:

O acesso conseguido por meio de  investimento em conteúdo não é automático, pode levar de um a dois anos para chegar no equilíbrio com as outras formas, mas o valor por acesso só tende a cair ao longo dos anos. Quanto mais conteúdo relevante e bem estruturado publicado, maior o acesso.

Até mais!

Marcelo Vitorino

Marcelo Vitorino

Flipboard

Professor na ESPM e consultor de comunicação e marketing digital, Marcelo Vitorino reúne experiência no marketing corporativo, eleitoral, institucional e político

leia mais

Mais artigos do autor:

Uma lição de marketing em games on-line Leia mais

19 de junho de 2012

Marcelo Vitorino

Anunciantes com produtos e marcas inseridas em um jogo online, o ambiente perfeito para dar valor agregado de forma diferente e inteligente

inbound marketing destaque facebook Leia mais

01 de maio de 2017

Marcelo Vitorino

O inbound marketing é uma forma muito eficiente de atrair clientes, estabelecer relacionamento e melhorar a reputação digital. Clique e saiba como funciona.

Artigos Relacionados:

comunicacao política Leia mais

09 de maio de 2017

Marcelo Vitorino

A internet levou é ambiente fértil para disseminação de conteúdo, tanto propositivos quanto depreciativos. Como os políticos podem planejar suas ações?

os melhores plugins para wordpress Leia mais

29 de abril de 2017

Marcelo Vitorino

Separei todos os plugins que uso em meus sites em Wordpress e que melhoram a usabilidade, a produtividade, a relação com o Google e com as redes sociais.